Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

30
Set18

RAMIRO S. OSÓRIO - POÈME GROS

POÈME GROS

 

 

EU RECORDO: A JANELA ABERTA, MEU PENSAMENTO DE TI

O CAMPO VERDE DE MAIO E O MEU FATO DE BANHO VERDE NOVO

 

RECORDO UM CERTO PONTO DE FILOSOFIA

O TEJO

UMAS OPERÁRIAS, DOIS TELEFONEMAS SEGUIDOS

SEGUIDOS DE VÁRIAS TARDES

 

SETE DIAS - UMA ORQUÍDEA

DUAS LARANJAS E UMAS COSTAS QUEIMADAS.

 

UM ANO DEPOIS, EU TENHO:

A JANELA ABERTA, MEU PENSAMENTO DE TI

O CAMPO DE MAIO E O MEU FATO DE BANHO VERDE VELHO

 

NÃO TENHO PONTOS DE FILOSOFIA

NEM AS COSTAS QUEIMADAS NEM NADA

 

EU QUERIA TER: A JANELA ABERTA, MEU PENSAMENTO DE TI

O CAMPO VERDE DE MAIO E O MEU FATO DE BANHO VERDE NOVO

QUERIA TER VÁRIAS TARDES; UMAS COSTAS QUEIMADAS E DUAS LARANJAS.

 

EU TEREI O QUE RECORDO? TENHO SE NÃO NÃO RECORDAVA.

QUE TEREI MAIS?

 

QUERO TER RECORDAÇÃO E FUTURO EMARANHADOS

E QUERO TAMBÉM VER OS JARDINS DA NOITE CONTIGO

E VER NELES MORRER WILLY LOMAN

NUMA INTERPRETAÇÃO EXQUISE

JARDINS DA NOITE OU JARDINS DO DIA COM CAMPO VERDE DE MAIO

VERDE DE 17 ANOS MAS NUNCA DE 18 PORQUE OS TENHO.

 

A LUA NASCE ATRÁS DOS CIPRESTES

E LINDA LOMAN DIZ QUE NÃO PODE CHORAR WILLY

NÓS APLAUDIMOS E TOMAMOS UM GELADO

MORREREMOS MAIS TARDE

SEM TER FEITO MAIS QUE TOMAR GELADOS E APLAUDIR OU PATEAR

MORREREMOS

E TALVEZ VÃO DIZER AO NOSSO CEMITÉRIO QUE NÃO NOS PODEM CHORAR

E ENTÃO NÃO APLAUDIMOS.

 

VAMOS USAR SEMPRE FATOS DE BANHO VERDES

E FAZERMOS COMO SE

COMO SE NÃO DEVÊSSEMOS FAZER MAIS NADA

COMO SE DEVÊSSEMOS SÓ USAR FATOS DE BANHO VERDES

COMO SE ESTIVÉSSEMOS CONTENTES E APAIXONADOS

E SOUBÉSSEMOS POR QUE VIVEMOS

 

COMO SE O TELEFONE NUNCA TOCASSE QUANDO NÃO DEVE

COMO SE O TELEFONE SOUBESSE O QUE DEVE 

ASSIM COMO NÓS NÃO SABEMOS

 

ADEUS WILLY LOMAN

ADEUS TU

ADEUS EU

 

ADEUS COMO SE

NÃO NOS VÍSSEMOS AMANHÃ

NEM NO TERRÍVEL JUÍZO FINAL

CONTUDO MELHOR QUE O CORRECIONAL

COMO SE SOUBESSEM CORRIGIR-NOS!

COMO SE HOUVESSE CORRECÇÃO!

 

SÓ HÁ CIPRESTES E LUA

E LINDA LOMAN A NÃO CHORAR

SÓ HÁ A MINHA JANELA ABERTA E TU;

E O TELEFONE A TOCAR

 

-ENTÃO?... E O MEU POEMA DE HOJE?

- AINDA NÃO O ACABEI. ESTAVA NUMA FRASE ASSIM:

“A MINHA JANELA ABERTA E TU”

 

-ENTÃO TELEFONA DEPOIS...

 

 

(Maio 1958 - Série “Poemas para Minou”)

Pág. 1/30

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Mais sobre mim