Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

06
Ago18

JOÃO COLES - OLHOS

 

 

os meus olhos foram objecto
de descrição de diferentes mulheres
a mesma descrição no fundo
mas com algumas nuances

umas dizem,
que olhos invulgarmente escuros que tens,
outras dizem,
que olhos profundos que tens,
mas houve uma que disse,
o que vês tu,
meu querido de olhos tenebrosos?

não sei o que elas pensam
não sei o que elas julgam que eu vejo
não sei o que elas imaginam que corre
por trás das torrentes dos meus olhos

será por eu contemplar
amiúde
a morte

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mais sobre mim