Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

12
Fev19

ANNA APOLINÁRIO - MARIA E A SIBILA

 

 

Maria
Teus seios áureos
Abismos de seda
Tuas selvas e relvas
Fiações elétricas
O bosque suculento dos teus beijos
Teus lábios cravejados
De escaravelhos cintilantes
Sigo tateando tuas fomes
Roçando com mãos de relâmpago bem dentro do sonho
Essas belicosas placas tectônicas carnudas de teu sexo
Doces e furiosas frestas dissolvidas em lava alquímica
Rochas íntimas mordiscantes
Secretos basaltos famintos fumegantes
São beijos loucos legítimos pestilentos
Diabruras borbulhando em tua boca
Maria
Devore as carapaças brilhantes dos besouros
Lambendo suas asas
Vista a tempestade e o assombro
Esqueça as migalhas de pão na floresta
Não há retorno
Rasgue os mapas e o fogo nas páginas
O inferno é versátil feito criança
Muda sempre de lugar
Com um punhado de areia
Dilate as pupilas
A vertigem é viscosa
Afunde os dedos
Maria


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Mais sobre mim