Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

07
Jun18

AMADEU BAPTISTA - RIMBAUD

A cada um de nós cabe um mistério,

ainda que esse mistério seja o da Abissínia

e na Abissínia nunca haja nada,

terra, montanhas, pedras, abandono.

 

A vida em frente é uma faca de aço,

um ângulo que se compra ou que se vende.

Não mais que o impossível impossível,

o espírito e o corpo estilhaçados.

 

Na escuridão só a febre resta

e o mistério que nunca se alcança,

um brado ou uma voz que se não ouve.

 

Tudo se turva, armas, escravos, sonhos

e vertigens, versos de poemas nunca escritos.

O infinito que arde na Abissínia.