Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

01
Ago19

ANNA APOLINÁRIO E FLORIANO MARTINS - AS SEREIAS DESFIAM O INFINITO CETIM DOS SONHOS

 

 

 

Elas dançam nuas, endiabradas e translúcidas,

feiticeiras tecendo seus mágicos vestidos.

No paraíso opalino de corais, enfeitam cabelos,

quadris e seios, com algas carnívoras coloridas.

As sereias mergulham no coração dos adormecidos.

Esfaqueiam o firmamento onírico, crime deslumbrante:

o céu ferido sangra suas mais furiosas safiras.

Elas brincam, repletas de ritmo, com um perfume

que rapta serpentes, enlaça os cipós da estrada

e as veias que traçam o destino de cada mistério.

A beberagem de seus olhos desvela o frenesi

da paisagem seduzida por algas e rios turvos.

Seus feitiços flutuam sob as águas, dissolvidos

em melodias arquitetadas pelas correntezas.

Escuto o nome de cada uma delas cobiçando

as sombras com que singramos tempo e vertigem.

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim