Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

14
Jun18

ANTÔNIO CARLOS SECCHIN - VISITA NOTURNA

Gosto dos fantasmas

Que morrem de susto frente a um ser humano.

Seus lençóis se arrepiam de medo.

Noite dessas, um deles veio, trêmulo,  me visitar:

Dá licença?

Entra, Manuel, você não  precisa pedir licença.

Pensei que fosse o  poeta Bandeira.

Era   o Venturoso rei de Portugal.

No crachá dos fantasmas

Deveria constar o sobrenome.

Poetas  e fantasmas têm algo em comum.

Ainda que falem até a exaustão,

Quase ninguém percebe

Que eles existem.