Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

19
Out19

CARLOS TEIXEIRA LUÍS - MÃE, VAIS ESQUECENDO

 

mãe, vais esquecendo

até a casa
e perguntas como entrei em casa
na verdade pendurei-me numa varanda
num segundo andar
e acabei por entrar mas não sabes disso
no outro dia
o meu colega devolveu-me o blusão
e perguntou-me onde me meti o concerto todo
numa tenda da cruz vermelha numa espécie de coma
mas depois mãe
passei a portar-me bem
até demais
hoje faço quilómetros para almoçar contigo
porque te esqueces de comer
e comigo almoças
ainda pensas que cozinhas para mim
deixo-te esta doce ilusão

mãe, vais esquecendo
a vida é uma treta
e bem mais do que isso
maltrata-nos sem razão
às vezes ralho contigo porque fazes disparates
dizes que a gata fala
mas reconheces ainda: é a doença
sempre foste forte
enfrentas o monstro com teimosia
e um estranho humor alentejano que espero herdar

mãe, vais esquecendo
enquanto te lembrares
eu estou aqui

Jul. 2012

(Lembrando Mariana Teixeira da Palma Luís - 1932-2018)


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mais sobre mim