Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

09
Nov18

DANIEL MAIA-PINTO RODRIGUES - O MEU AGOSTO DE 2018, AOS 58 ANOS (OU, OS POEMAS TAMBÉM SERVEM PARA SE TOMAR DECISÕES)



Na sombra entretenho idades suspensas, a noite
a insistir em alegrias. Já vi lábios
acordar lábios, janelas a alongar rios.

Alongaram-se os dias no exterior das janelas, os horizontes
da manhã.
Deslumbramentos que abandonei na água desses rios.

Gostavas de falar do poente, de imaginar
paisagens ao poente na fronte
dos aventais. Gostavas
de comprar postais com pinheiros dispersos
nessa luz.

Anos depois, deixaste de falar
do poente. E agora o que está disperso
são os postais.

Gostavas de falar dos barlaventos, da luz clara
que te fascinava nesses locais.
Demoravas-te em tal luz, plena e ampla,
e gostavas de esperar por mim
nas luciluzências que aconteciam naquele tempo.

Os poentes são agora apenas tinta
escorrendo para dentro da noite.
Tinhas razão:
fiquei para sempre criança.
É um grande problema.

 

(Facultativo Desfecho POP):

Daniel, ganha coragem e telefona-lhe
talvez agora mais do que nunca
ela gostasse de passear com a eterna criança.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Mais sobre mim