Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

12
Fev20

EDUARDA CHIOTE - (SEM TÍTULO)

 
 
A "pele"de um urso polar negro
surge,
hibernando
à tona de água,  da mesquinhês da cabeça
desfazendo-se nas patas sujas, pesadas e cinzentas .
Com efeito, constato, sou básica. é apenas 
a " pele"- sempre a pele! - e, neste momento
a de um urso polar negro 
o que vejo neste colossal destroço
limpo de órgãos: imaginando
que terá sido tal limpeza - a de nos recusarmos mentir
a nós  mesmos, o que terá levado
a sua alma animal
a um afogamento de breu.
Terá sido, pois, no escuro do embate com as rochas
que duras águas terão esculpido
a arte de figurar o pesadelo
de uma cauda rígida: secreta e monstruosa. Decerto
para nos lembrar os fetiches  e códigos
do destino fálico homem
incapaz de engravidar, de dar à luz
e que,  por isso mesmo, parece  ser a carcaça
de um barco à deriva
e sem remos -  suspensa das entranhas vazias
que movem montanhas  vagas e vagas de solitário gelo
Deus meu!

inédito de Kleckofrafia, conjunto de poemas inspirados nas placas do Rorschach
 
 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mais sobre mim