Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

29
Out18

GEOVANNE OTAVIO URSULINO - PENSO EM MADALENA COM INSISTÊNCIA

 

 

sou fruto da terra

digo pra madalena olhando

seus olhos q não olham

pros meus q a desejam

 

deixe ser quem sou

minha voz madalena minha voz

é a da terra q você pisa é a da terra

q te dá de comer todo dia

 

q dá de comer pro teu filho

esse gato molhado q leva meu nome

digo pra madalena olhando

suas mãos finas acariciando

 

essa minha pele tão áspera

é a terra madalena q você acaricia

sou fruto da terra é a terra

q você coloca na boca

 

é a terra q você coloca entre as pernas

é a terra q te faz chorar

de prazer q te faz chorar de ódio

digo pra madalena

 

me deixe ser quem sou

meu silêncio madalena meu silêncio

é o da terra q você pisa é o da terra

q te deu teu filho q leva meu nome

 

esse gato molhado q um dia

destruirá a terra q te dá de comer

a terra q você coloca entre as mãos

acariciando madalena você coloca na boca

 

me deixe ser quem sou

sou filho da terra minha voz

minhas pernas minhas mãos madalena

esse gato molhado q leva meu nome

 

é a terra q coloca na boca

destruindo o silêncio é a terra

madalena desejando suas mãos finas

acariciando seu prazer seu ódio

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Mais sobre mim