Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

17
Mar19

JAIME ROCHA - SÁTIRO

 

 

 

É um cisne que desce e traz um sátiro

para o poema. Coloca-o ainda dormente

num tapete de folhas que cobre o chão

e toda a gente espera que por detrás do

espelho esteja um labirinto que atravessa

o rio do Inferno.

 

Por ele passam as palavras que restam

num perpétuo movimento__________.

 

É um homem sem rosto que

procura a morte impossível na cidade.

 

O sátiro ri à frente dele num desafio fatal

para quem alimenta as guerras. A fome

não pára. A água mexe-se engolindo

os barcos. Tudo se aproxima do fim.

 

São os últimos poemas gravados no

espelho, deixados por um deus que dança

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim