Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

01
Jul18

JOSÉ MANUEL TEIXEIRA DA SILVA - JOÃO CABRAL NO CONSULADO DO PORTO

Há-de haver um poema sobre desatenções

e diversas faltas de amor, mas acreditem

sou alheio a esse facto


À falta de outra palavra

direi que nem sequer estou triste

porque apenas vejo o que vejo

 

Ergue-se, é certo, uma muralha e o nevoeiro

coroando as torres de imaginação

e poderia ao menos registar a poeira ferrujenta

e endurecida, súbitos vapores do lirismo

 

Desta vez de nada tomei posse

estão impecáveis os cadernos, as réguas

e os carimbos, cuido só das cortinas, dedicada
cegueira à luz que se perde no granito

 

Em pura verdade, volto o olhar

às extensões da Andaluzia, assaltam-me 

recados urgentes do Recife, e nem esqueço

a minha ausência, dia após dia

a iluminar uma casa do Rio de Janeiro

Tudo expliquei com o justo exemplo

da faca, dispenso os dois gumes

as armas brancas em demasia

 

Quase nunca abro a porta que fizeram

os artesãos desta cidade, muito agradeço

tão boa madeira, deixa-me à distância de

soluços, catarros, gritaria solta do lugar

 

quando, de hora a hora, ofereço
o que tenho de melhor, um tal silêncio 
e olhos que calhou estarem fechados

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Mais sobre mim