Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

02
Jul18

LUÍS QUINTAIS - EUROPA

Uma mulher lê Goethe

Sentada no átrio da biblioteca.

Goethe é a casa da cultura

 

E ela lê Viagem a Itália

Com denodada atenção.

Traça a perna, da esquerda

 

Para a direita, da direita para

A esquerda, o rosto tenso,

Sublinhando a concentração.

 

Na mão assoma nervoso

O lápis, que adiante sublinhará

As proposições que a memória

 

Enaltece. Os lábios movem-se,

Lábios de criança aprendendo a ler,

Regresso a uma origem

 

Que se repete a cada leitura,

O que define o clássico.

A escrita é coisa lenta, voraz, física,

 

Coisa de vísceras e de sentidos

Despertos, geografia do indefinível

Que se define a cada leitura.

 

Reparo na ausência, no ensimesmado

Restolhar das páginas, no cabelo cinza

Da mulher lendo Goethe, a casa da cultura.