Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

26
Dez20

LUIZA NILO NUNES - PRÓDIGA

 

Falo da mulher que foi cegada pela vinda de um clarão.
Da rapariga que desperta para a lâmpada solar,
os olhos brancos e feridos como pétalas à luz.

Falo da fêmea que se despe sobre o centro do poema,
os cascos frescos e molhados sobre as águas do poema,
a rapariga que mergulha loucamente nos corais.

Uma figueira exuberante prefigura-lhe a nudez
e o seu espírito revela-se nos figos luminosos,
nas fruteiras onde ferve a pele áspera dos figos,
nas canastras perfumadas onde os frutos apodrecem.

Sei que um figo, se trincado pelas lâminas
da sede, prefigura o sangramento da mulher.
Porque ela sangra docemente como um fruto proibido,
ela goteja sob a árvore maldita:
a sua carne é um verão atravessado de coágulos.

Nos lençóis, nos linhos parcos consagrados à pureza,
posso ler como um oráculo o seu
registo de menstruo,
posso ver delinear-se as asas bíblicas da ave,
posso ver passar as pombas nas linhaças menstruadas,

posso ler nas plumas limpas, arejadas dos lençóis
a sua líquida
escritura de sangue.

Que ela sangre e apodreça na doçura de um perfume
e seja pródiga, isto é:
que a sua boca seja
exótica e floral,
que amadureça como a nota mais profunda
de uma fúnebre fragância de jasmins
e que os seus gestos repercutam o desespero de um pássaro.

E o espírito, cercado pela luz,
amachucado pela luz de uma palavra,
quebre agora o doloroso coração do silêncio.

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Mais sobre mim