Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

06
Jul19

MIGUEL REGO - PALAVRAS DE ÁGUA FRESCA II

 

(a Eugénio de Andrade)

 

 

 

Amanhã ali estarás,

Poço de branco caiado, oásis da tarde de estio, canto imenso de pássaros rasgando o acordar do dia…

Acaricio as tuas folhas carregadas de letras e sorvo

Uma a Uma,

No cocharro de cortiça dos teus lábios,

A palavra infinita da tua poesia imensa,

rasgando o que resta Do sonho,

Da eternidade,

Da utopia...

da nuvem branca contra o azul que me traz o teu nome.

Como se fossem teclas de Satie, invadindo a nave de uma igreja destelhada e esquecida, 

há um rumorejar intenso, pleno, sempre inacabado nas letras que te preenchem;

folhas vivas, protegendo o incansável tingir de amoras que alimentam a nossa inquietude.

 

Espuma da areia embalando e adormecendo as vagas incansáveis do mar.

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim