Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

15
Jun18

PAULO REMA - "TODOS SÃO LESTOS"

Todos são lestos
Ao segundo toque
São já vultos esbatidos na rua

A desculpa para o 
Silêncio em fuga
São as campainhas
Avariadas viradas para dentro

- não reparam nos
Selos carimbados
Com animais e rostos de gente morta
Vindos do

Outro lado da curva do mundo

Os carteiros
Não têm remetente
Tão-raro saberem
Seu destino

Acordam cedo, antes da vaidade do sol
Antes das conversas lutuosas
Nas exéquias murchas da manhã

Há pouca esperança de vida
Para um carteiro dentro
De um envelope com destino certo
Mas sem livre-arbítrio

Nos bolsos frios
Cinzas de todas as palavras
Indecifráveis

Mais silêncio
Regresso
Legitimidade para não ter nome
Com a mala, uma função
Volátil de obituários