Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

10
Set18

RICARDO DOMENECK - FINADOS

preocupávamo-nos muito com os mortos

afligíamo-nos com suas opiniões defuntas

era incessante tão importante agradá-los

mesmo sabendo que nos uniríamos a eles

cedo tarde antes cedo do que nunca

com sem floreios imitáveis inimitáveis

havíamos ora aprendido com os mortos

a dar com nós os nossos pontos

como afiar as pedras em facas

mais tarde a separar as sílabas de sílicas

procurávamos entender o que diziam queriam

aqueles homens aquelas mulheres

de outros tempos outras línguas outras religiões

andávamos de um lado a outro perguntando-nos

o que li po diria de nossas angústias abraâmicas?

o que diria maiakóvski de nossas ondas consumistas?

o que rumi diria dos passos em círculo na cozinha?

o que diria pessoa de nossos autorretratos e narcisos?

queríamos agradá-los como se tataravôs distantes

houvessem pagado nossa mensalidade no colégio

ao nosso redor morriam muitos centenas milhares

mas suas opiniões ainda estavam em baixa

no mercado de valores eram natimortos neomortos

há pouco compartilhavam do nosso oxigênio

estes jamais nos importaram muito abra qualquer livro

estudamos falas e atos de esqueletos prontos terminados

levamos nossas flores ao mármore no dia de finados

mas dos vivos não queremos saber neca de pitibiriba

 
 
 
 
 
 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Mais sobre mim