Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

08
Mai20

ADÍLIA CÉSAR - ESTÁTUA

 

Pó de excentricidade na cor branca em botão.
Perfume de inquietação em flor abrupta.

A clareza das mãos, o presságio do perigo.
Olhos tombados em supremo esforço
abrem sulcos de seda na dureza.

A figura estremece, lívida
do alto da sua coluna em pausa.

E diz: basta.
E diz: as tuas mãos precisam de ser ouvidas.
E diz: não fiques entre escombros e areias irreais.
Desiste dessas perturbações esculpidas na tua vida
e desvenda o mistério do mármore,
a leveza criativa com a morte à espreita.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mais sobre mim