Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

14
Set19

ADALBERTO ALVES - DO TEMPO

 
o tempo, por seu próprio estado,
é um nado-morto inconsistente:
mal brota ele é já passado
e o futuro cabe só na mente.

em que ponto da minha profundeza
me posso encontrar de cara-a-cara?
onde em toda a minha escureza
se esconde a aurora clara?

neurónios, sinapses e hormonas
tecem fosco cenário ao pensamento
e vão montando a mó do sentimento

com se fossem selvagens amazonas.
p'ra quê viver à sombra do lamento
se a vida é, em si toda, um portento?






                                 














































Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim