Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

25
Jul18

FRANCISCA CAMELO - PAGARAM-LHES PARA SORRIR

 

 

apesar da fivela amarela

na racha traseira da saia

as hospedeiras não estão felizes

e a única coisa que nos

diferencia neste avião

é que lhes pagaram para sorrir

a coreana à minha direita

tem as pálpebras dos olhos

inchadas como se não dormisse

há três milénios

ainda assim dorme

por três horas

o alemão ao lado da coreana

tem pústulas antigas

na cara e os ossos

salientes num todo:

enrola-se sobre

si mesmo como um caracol

depois de filmar dois minutos

da troposfera

e adormece profundamente

eu não durmo profundamente

nem poderia ousar

aquela posição de gato

retorcido, impossível

sobre a minha copa c

li algures que se envelhece mais

dentro de aviões eu não

esperava envelhecer tão

rápido mas ainda há

quem seja pago para

sorrir e isso, apesar de tudo,

é pior. a coreana ao meu lado

tosse sem acordar

e neste momento sou a única pessoa

do mundo que observa

a sua expectoração

dividida em mini partículas

voando a alta velocidade

até à minha bochecha esquerda.

eu quero abaná-la,

fazê-la parar de tossir assim

explicar que neste avião

também mereço

poder descansar, gritar-lhe

minha cabra eu não durmo

mas é porque não consigo,

entendes? ela ia espantar-se

com toda a raiva indevida

mas sobretudo com a

estranha precisão

com que o meu dedo

sinalizaria uma casa

nos arredores de frankfurt

daquelas com trepadeiras

e paredes de tijolo vermelho

depois pediria desculpa

pela brusquidão

explicaria que há casas

de subúrbios

como essa

onde gente vive e morre

como autómatos que fingem

paixão, guardando debaixo da cama

fotografias de viagens de comboio

de outras vidas, quando atravessavam

muros de xisto e alas

de videira de uva branca

algures numa vila do mediterrâneo,

falaria (se desse tempo)

do processo de corte nas vindimas

dos amores que nos tornam

insones para sempre,

diria que enfim, não

é que me incomode

assim tanto não

é com ela não é

pessoal mas

todo este voo

me parece às vezes

tão absurdo.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Mais sobre mim