Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

28
Set19

FRANCISCO JOSÉ VIEGAS - A NOITE E O RISO

 

 

 

Gostar do teu riso. Como ele persegue

as coisas sem nome e lhes empresta

gravidade, como naquela tarde

na Foz do Douro, entre folhas

arrastadas pelo vento, um farol,

palmeiras, imprudências e até

uma gripe fora de tempo. Não foi

em vão que amei o teu riso, a forma

como a voz parece mais exausta

ou grave depois de tudo o que viveste

e eu errei; é este o sentido das coisas,

ou tanto o sentido que elas têm:

o teu riso percorre a noite, e a noite

não tem fim depois de ter começado.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim