Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

20
Dez18

ISOLINA CARVALHO - QUANDO...

 
 
Quando...

Os mares de um azul soberbo
Se transformam em poéticos cemitérios
As crianças morrem tragicamente de fome
Dando  à costa demasiado quietas
Caídas de barcos esfarrapados
Voz apagada e gritos de estrondoso silêncio
Abandonadas nas esquinas do tempo
De horrores vestido o seu rosto puro
Olhos esbugalhados em busca de clemência
Perdidas na imensidão da barbárie humana
Que vai crescendo em ritmo alucinante
Que direito têm os homens a esse nome
De se dizerem racionais e humanos?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim