Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

29
Jul19

JOSEFA DE MALTEZINHO - CARTA AO AMOR

 
 
Caríssimo amor:
Só para te dizer que a dor inconformada se instalou por aqui.
Onde? talvez me perguntes.
Não sei ao certo, dói-me tudo (e sabes que não sou lamechas).
Foste embora e nem água vai.
O que tens no lugar do coração, amor? bosta de vaca?
Ainda ontem aqui estavas a dar-me colo, a insistir na construção
de uma casa apalaçada entre as minhas pernas.
Ainda ontem me puseste pó de arroz nas faces descoradas e
fiquei nas nuvens. Parecia que tinha eclodido do sol.
Convenci-me, vê lá, que eras um vinho generoso.
Já o dia de hoje iguala-se a pústula de um monótono domingo.
O frio na pele anda outra vez por aqui (eu não me aqueço em
braseiros que não conheço).
Sempre soube que és uma criatura excêntrica, mix especiarias
para peças de caça,
que tão depressa cegas como tiras a venda aos olhos,
ainda assim não contava que quem me comeu a carne não me
roesse os ossos. Enganei-me, não foi?
Só não percebo como tiveste coragem de calçar os meus chinelos
para pisar o tapete de margaridas que plantámos no chão da sala,
aquele que regaste com tanto afinco à velocidade da língua
no meu ouvido.
Quem vai pagar a factura da água este mês?
(não te iludas, isto não é um pedido de socorro).




















 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim