Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

28
Set18

LILIANA S. RIBEIRO - SE ISTO ACABAR

 

 

 

Que não haja ruído

ou destruição excedente 

a morte

deve ser certeira

isenta de vénias

ilações ou memórias falsas,

que não guarde soluços

nem pequenas penitências

para o martírio comum.

Mantenha salva a luz

para a penumbra feliz dos objectos

eles ignoram o pó e o seu peso quando a ternura os chama

 

e a isso

para alguém

o sentido dessa vida.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim