Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

01
Jan19

LISA ALVES - IGUAL VER 1964 EM 2019

 

 

 

“Eu voltei”

a voz ecoava na cabeça

a voz saía de dentro da mão

a voz percorria a barriga

e habitava os meus ossos.

Milhares de vozes

transitavam a pele.

Como silenciar o corpo?

 

“Eu voltei”

a voz ecoava nas cadeiras

a voz surgia de um cômodo para o outro

a voz percorria todas as paredes

e se alimentava de rachaduras e cupins.

Como silenciar a casa?

Alguém tinha voltado

alguém que eu não sabia quem

gritava de dentro do guarda-roupa

sussurrava pelos canos do banheiro

e no ranger das portas dizia palavras antigas.

 

“Eu voltei”

parecia refrão de música

disco arranhado

uma vida em loop

igual ver 1964 em 2019.

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim