Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

27
Nov20

LUÍS FILIPE RODRIGUES - [EM TANTO LUME E RUMO Ó MINHA AMADA]


Em tanto lume e rumo ó minha amada

aqui me tens, por ti sempre prossigo.
Se teu desejo é ser mão conquistada
em mim sempre terás porto de abrigo.

És luz e chão e estrela de arremesso
na margem cega em que o corpo se queda,
és coisa simples onde me aconteço
ao subir e descer por tal vereda.

Se oculto no ar ainda é intenso
o que me toca e sopra e tem guarida,
estica esse fio e mede o imenso

laço em que se enlaça a pequena vida.
Na subida basta aspirar o incenso
p’ra te sentir sempre alma amanhecida.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mais sobre mim