Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

08
Fev19

LUíS PALMA GOMES - SEMPRE AOS DOMINGOS

 

 

 

Pobres

tão pobres

até de solidão privados

caminham asfaltos

em falso silêncio

na senda do prometido vau

já não sei por quem feito

e por quem desfeito

porque esse tempo

era o tempo da palavra

e versos persistentes

 

Não vale a pena partir

se não se souber

por que outeiros prosseguir

até essa miragem que floresce

no avesso dos olhos,

onde certo dia o poeta julgou

estarem todos os nomes primeiros

e o lastro firme dos astros

 

Ao domingo,

a luz descai ternamente

pelos jardins da tarde

e há feiras e louças

e outras farturas próprias

dos príncipes deste chão movediço

deste amargo luzindo

no lado opaco do espelho,

imagem refletindo o irrefletível,

buraco negro no centro do dia santo

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim