Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

17
Jan19

MARÍLIA MIRANDA LOPES - AFFAIR

 

 

 

É fria aqui a casa: pés

gelados como sempre os tenho,

mãos fugidias, preocupadas

em transmissões de algum afecto:

podia amar tanto, sem espadas.

 

Permitissem as voluptuosas

setas de suaves querubins

e já poderia ser do mundo:

nascer lótus branco nos lagos,

estátua brônzea nos seus jardins.

 

Se o firmamento ali me visse,

e  não nesta tarde chuvosa,

acender-se-ia em mim o Rosto,

acalentando-me algum lume,

em fogo-fátuo ou fogo a gosto.

 

Não. Deixa-me estar, ó Sequência,

a escrever, quieta, sobre o Pathos.

Passeando o olhar pelas paredes,

vislumbrarei nelas a Hybris

que é navegar no real sem redes.

 

Real que me não deixa, então, ir

sozinha à praia das perguntas,

sem nenhuma, porém, fazer;

Hybris que, sendo certa, é louca,

como aqui o quarto, e este affair.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim