Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

20
Mai20

MARIA DO ROSÁRIO PEDREIRA - LAMENTO DA CORTESÃ

 

Deixa ficar a mão – sabe bem
essa carícia sem querer. Uma

coxa devia ser sempre isto –
distracção e ternura –, e não
o que dizem dela os maus
romances. Eu bem sei que

escancarei as minhas vezes
demais na vaga esperança de
um dia enriquecer. Deixei-os
vir a mim, e vieram, e vieram-se,

e foram outra vez. Hoje tenho
trinta e dois anos e uma vulva
velha. Estou também demasiado
cansada para ser mãe: já quase

não durmo – nos meus sonhos só
há buracos negros. (Um parêntese:
continuo pobre.) Deixa ficar

a mão: para variar, tatua na
minha coxa essa espécie de
carinho sem querer. Foi sempre

sem querer o que tive da vida:
estranha diversão que nunca
passou sequer rente ao amor.

 

Dezembro de 2019

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mais sobre mim