Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

18
Set19

MARIA DO SAMEIRO BARROSO - UMA CARRUAGEM DE ÁGUA

 

Movimento-me com o sol
e janelas luminosas,
envolta em pés de dança.
Movimento-me entre as folhas,
seguindo os padrões do ouro.
Escondo-me nas sombras da luz verde.
A minha missão é seguir pelos campos
e mergulhar num pântano,
como se fosse uma carruagem
de água cristalina.
Os cavalos da noite trazem dor,
crinas, eternidade.
O sol mergulha num século triste,
a mundo é um filme ébrio,
as flores despedem-se à noite,
os rouxinóis continuam a cantar,
a música flui.
E as tâmaras maduras continuam
a passar.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim