Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

24
Mar19

MARIA GRACIETE BESSE - SOPROS

 

1.

 

O pó dos mortos estremece ainda

no vazio de Plaszów

onde um dia as mulheres húngaras

esfregaram os olhos de espanto.

 

Helena Frend lembra-se delas

de corpos vergados

e lágrimas silenciosas 

no frio industrioso da clareira.

 

  

2.

 

Em Oswiecim depois da rampa

quase todos encurralados

na pequena casa vermelha

 

quase todos oferecidos ao ciclone

tristemente azul

 

a fila de crianças a avançar

os velhos resignados e surdos

 

entre valas de lama

as mãos dos homens em sangue

a carregar pedras inúteis

antes do grande massacre.

 

Em Oswiecim dói-nos o sopro da terra

onde hoje crescem  macieiras

de clorofila inocente

 

urtigas que nos picam os tornozelos

e beberam intensamente o sangue

coagulado da catástrofe.

 

  

3.

 

Como arde no campo de bétulas

o silêncio do mundo

a rosa de ninguém

 

ao fundo

a vergonha  a escuridão maior

as ruínas

dos fornos destruídos 

 

e a erva fresca  

regada de cinzas

 

a pele arrepiada das árvores

na imensa vastidão de Birkenau.

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim