Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

03
Set19

NUNO REBOCHO - LAMENTO DE UM BANDIDO

 

 

que arma trago à bandoleira:

as balas de um poema

ou dores de uma bandeira?

que trago como alma: limites

de uma ilha

ou arame de uma fronteira?

 

pouco importa. que sou bandido e

a alma renasce no maquis

de honras que reacendo

com simples regras de viver aqui.

que bandido seja. ou bandeira do

solo sagrado onde nasci:

 

um chão livre e mais irmão

da boca húmida de liberdades

- que morre se compra a servidão,

não morre se cumpre tempestades.

um chão: é sempre uma pátria

ainda que pouca, ainda que mártir.



 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim