Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

10
Nov19

PAULO JORGE BRITO E ABREU - ALEXANDRE VARGAS

 

Alexandre, meu divo, ó Tu que imperas,
Que és o primo, és primeiro sem segundo;
Ó Tu que mitigaste, bem facundo,
As catervas, as furnas e as feras,

Ó Tu que em vida Páfia, nas Citeras,
Foste azul, foste o canto e Clarimundo,
Sobre a terra Tu verte, forte e fundo,
A Cruz, e a quimia das quimeras.

Se em rosas transmudaste o Karma e cardo,
Em «Luna» Tu volveste o pólo e Pã.
Perene, alquimizaste o Leonardo,

Coimbra, na canção duma Sertã,
E grande e luminar, Tu foste bardo:
O «Xande», e eis na música o Xamã.

Que Luz, 08/ 01/ 2019

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim