Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

17
Ago20

RÚBEN SALVADOR - VERDADE

 
gigantes ecrãs, 
nébulas em êxtase 
o azul do mar 
o nobre azul do mar 
demovendo-se no tom esmaecido da calúnia. 
deitar-me às portas
de uma qualquer verdade, 
como se tivesse nascido somente 
para a humilhação errónea 
de saber existir. 
se é de noite que sonho a carne astral, 
o punhado subtil da carne dilacerada, 
a longa linha do horizonte, 
a dizer-me que não durmo 
pelo meu corpo ter começado a extinguir-se
longe de tudo. 
porque ora somos jovens, ora velhos
essa natureza morta palpita 
à volta do coração 
a aceitar o vazio. 
e tudo range, 
ainda que de tudo façamos 
para ser verdade o que não sentimos 
e dessa liberdade 
- o mais longínquo castigo -
ser o produto eterno 
de tudo o que se extasia fielmente 
junto da minha carne 
como uma abstracção 
não muito óbvia 
de desaparecer.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mais sobre mim