Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

12
Nov18

RITA TABORDA DUARTE - AMANHANDO O PEIXE FRESCO DAS MANHÃS

 

 

 

Estou na praia e olho aquela pequena:

Olhos ‒ doces ‒ pousados no mar

E  dói-me  a metáfora tão mal cerzida:

os olhos doces     no mar salgado.

 

A rapariga tem olhos, dois, é claro; são simétricos e castanhos,

e isso não a torna excepcionalmente bela, mesmo se coberta

por um vestido de puro linho a ondear na praia. Olha

para o mar e olha-o de frente como se o diluísse na paisagem 

olha como quem respira  

e  nem sabe

que as ondas rebentam na praia como uma nata suja e baça.

 

O mar é  enxurrada líquida de sal e peixe num fundo de areias

maceradas de algas e moluscos: e no mar, desengana-te,

pequena,   são tantos os peixes vivos como os mortos:

e as espinhas, revoltas de vícios, vão caindo

no olho daninho das ondas

 

Olha para as ondas

pensando  ser o mar a metáfora viva do sol e da poesia,

 a rapariga olha

sem entender que o mar

não se quebra na escuma das palavras.

O mar é água e peixe, quase sempre: e, nota bem,

que são tantos os peixes mortos como os vivos.

 

A rapariga volta as costas ao mar e eu desejo que as ondas

a salguem com brusquidão e lhe lancem os costados

contra a areia húmida para que ela saiba, enfim,

que é com a areia, com o sal queimado,

um pouco apodrecido pelo sol   até

que eu escamo  a pele fina do poema

como quem amanha o peixe fresco das manhãs.

 

 

Mas ela recolhe conchinhas

e nem sabe que as conchas e os búzios

em arrastão pela praia

são sobras só 

versos,  escamas, pedacinhos de unhas  

sacudidos com náusea e nojo pelo mar.

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim