Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GAZETA DE POESIA INÉDITA

Espaço dedicado à divulgação de poesia original e inédita em língua portuguesa.

GAZETA DE POESIA INÉDITA

09
Mai19

ZETHO CUNHA GONÇALVES - NEGÓCIO DE RATO

 

 

 

Farto, cansado e louco

de andar sempre

a fugir do gato e da serpente,

o rato-ratinho,

todo muito ratatão,

decidiu um dia mudar de vida

e ser milionário.

 

O rato-ratinho,

todo muito ratatão,

começou então

a pensar no assunto,

com toda a determinação:

− mudar de vida

e ser milionário.

 

Pensou.

Pensou muito,

e em variados negócios.

Durante uma semana inteira,

o rato-ratinho,

todo muito ratatão,

não fez outra coisa:

contas de cabeça

sobre ganhos e perdas.

 

Calculou tudo,

até ao último tostão.

 

Depois,

com os olhos de muito estudo

e grande concentração,

olhou encantado

cada uma

das sete mil e oito maneiras

que há,

de mudar de vida

e ser milionário.

E tomou a sua decisão.

 

Para espanto de todos,

o rato-ratinho,

todo muito ratatão,

decidiu abrir,

nas quedas

do rio Cutato

− bem lá no fundo das águas −,

uma enorme padaria,

para vender

aos peixes e caranguejos

(moradores habituais e turistas),

comidas tão exóticas

e tão estrambólicas,

como, por exemplo,

esparguete

de bigodes de gato,

e unhas de serpente

cozidas em molho de tomate.

 

E foi assim

(Quem quer ser milionário,

tem que inventar o negócio

mais mirabolante do mundo!),

que o rato-ratinho,

todo muito ratatão,

ficou milionário

num abrir e fechar de olhos!...

 

 

In: A serpente que dançava para mudar de vestido. A publicar.

 

 

 

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Mais sobre mim